davi-6103-300x190

Durante a festa em Jerusalém, Raquel pergunta se Mefibosete já tentou se levantar alguma vez. Ele afirma que não consegue por causa de suas pernas. A filha de Joabe fica incomodada com a autopiedade de Mefibosete.

Jonadabe se aproxima e atrapalha a conversa. Ela se irrita com o assédio do rapaz e se afasta. O filho de Jonatas gosta. Mefibosete chama Ziba para retornar ao palácio, mas o servo pede para ficar mais um pouco.

Mefibosete sai sozinho e Ziba assume uma expressão de quem está tramando algo. Joabe joga charme para Tirsa, que fica tímida. Bate-Seba diz a Davi que Absalão pode tentar se vingar de Amnon durante a festa.

Tamar tenta evitar Husai, mas ele insiste em se aproximar. Ainda muito abalada, ela assume que o ama, mas afirma que não merece ser amada por homem algum. Tamar foge, chorando. Husai, que também se apaixonou, fica tocado.

Bêbado, Amnon decide ir embora da festa acompanhado por Jonadabe. Absalão diz a Ziba que chegou o momento que haviam combinado. O servo segue os dois e se mantém escondido.

Absalão se despede de Tamar. Ele conta à irmã que não poderá continuar morando em Jerusalém após a morte de Amnon. Ele monta em um cavalo e sai. Apressado, Davi chega ao local da festa e não encontra os filhos.

Ele pede a ajuda de Joabe para procurá-los. Jonadabe deixa Amnon nos portões da cidade e volta para a festa. Ziba se aproxima de Amnon e o mata com seu punhal. Jonadabe diz a Davi que deixou Amnon na saída da cidade.

Longe de Jerusalém, Absalão galopa determinado após a concretização de sua vingança. Davi se aproxima do corpo do filho e o abraça com força. Chorando amargamente, ele grita de dor.

Em estado de choque, ele se aproxima de Tamar e conta o que aconteceu. Ela afirma que sabia de tudo e confirma que Absalão foi o responsável pela morte. No dia seguinte Joabe reúne seus soldados, a pedido de Davi, e sai em busca de Absalão.

Raquel leva muletas para Mefibosete, mas ele se nega a tentar usá-las. Mais uma vez, Raquel se irrita com o fato de o filho de Jonatas sentir pena de si mesmo. Ela larga as muletas e sai irritada.

Aitofel se delicia com a dor de Davi e brinda com Paltiel. Husai diz a Natã que está apaixonado por Tamar. Ele pergunta se Davi aprovaria essa união. O profeta afirma que o rei não permitiria. Além disso, ele conta que esse casamento fere as leis de Deus. (Sacerdotes só podem se casar com mulheres puras).

Natã afirma que Husai deve esquecê-la. Enquanto caminha por Jerusalém, Joabe é seguido por dois homens armados com punhais. Ele percebe que alguém o acompanha de longe.

Joabe decide tentar se esconder e os homens se dividem. Um deles consegue cobrir o rosto de Joabe com um saco, enquanto outro o desarma e amarra uma corda. O general é levado até Absalão, que pede ajuda para convencer Davi a perdoá-lo.

Joabe ouve os argumentos do irmão de Tamar e reflete sobre o pedido. No dia seguinte, o general encontra Davi e conversa sobre os erros de Absalão. O rei continua irredutível e afirma que o filho precisa pagar por tudo que fez. Aconselhada por Bate-Seba, Tamar decide procurar Husai.

Joabe combina algo com uma carpideira e pede que ela vá ao palácio. Tamar encontra Husai, que fica tenso ao vê-la. Ele mal consegue disfarçar o desconforto e a filha de Davi percebe. O sacerdote confessa que a ama, porém, os dois não podem se casar porque Tamar deixou de ser pura. Ela fica arrasada e corre. Husai fica desolado.

A carpideira vai até o palácio e conversa com Davi. Depois de inventar uma história semelhante a do rei, ela pergunta se Absalão não poderia ser perdoado. Irritado, Davi pergunta se Joabe a enviou para o palácio.

Mefibosete tenta se locomover com as muletas, mas cai no chão. Revoltado após duas tentativas mal-sucedidas, ele afirma que está perdendo tempo. Após uma conversa com Joabe, Davi decide permitir o retorno de Absalão a Jerusalém, porém, ele não pode entrar no palácio.

Bate-Seba diz ao marido que o retorno de Absalão poderá causar problemas. O filho de Davi chega à cidade. Aitofel se aproxima do jovem e continua em seu plano para derrubar Davi.

Ele afirma que devem colocar o povo contra o rei. Eles decidem impedir que pessoas de outras tribos sejam aconselhadas por Davi, para que possam se consultar com Absalão. O jovem consegue conversar com Davi e pede seu perdão.

Relacionados:

Rei Davi Cap. 1               Rei Davi Cap. 2               Rei Davi Cap. 3               Rei Davi Cap. 4               Rei Davi Cap. 5

Rei Davi Cap. 6               Rei Davi Cap. 7              Rei Davi Cap. 8               Rei Davi Cap. 9               Rei Davi Cap. 10

Rei Davi Cap. 11             Rei Davi Cap. 12            Rei Davi Cap. 13            Rei Davi Cap. 14             Rei Davi Cap. 15

Rei Davi Cap. 16             Rei Davi Cap. 17           Rei Davi Cap. 18            Rei Davi Cap. 19             Rei Davi Cap. 20

Rei Davi Cap. 21             Rei Davi Cap. 22           Rei Davi Cap. 23           Rei Davi Cap. 24             Rei Davi Cap. 25

Rei Davi Cap. 26


Cursos 24 Horas - Cursos Online com Certificado entregue em Casa

Anúncios