Logo após a 2ª guerra mundial, um jovem piloto inglês experimentava o seu frágil avião monomotor numa arrojada aventura ao redor do mundo.

Pouco depois de levantar vôo de um dos pequenos e improvisados aeródromos da Índia daquela época, ouviu um estranho ruído que vinha de trás do seu assento. Percebeu logo que havia um rato à bordo e que poderia, roendo a cobertura de lona, destruir o seu frágil avião.

Pensou em  voltar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo, perigoso e inesperado passageiro, mas isso iria atrasar e poderia até frustar sua viagem.

Lembrou-se, então, que os ratos não resistem às grandes alturas e voou cada vez mais alto e, pouco a pouco, cessaram-se os ruídos e os perigos.

Correu riscos, mas superou o problema.

Moral da história: Se estão tentando acabar com a sua missão, VOE MAIS ALTO!

Em caso de inveja, VOE MAIS ALTO!

Em caso de calúnia, VOE MAIS ALTO!

Em caso de maledicência, VOE MAIS ALTO!

Em caso de crítica maldosa, VOE MAIS ALTO!

Lembre-se: Os “ratos” não resistem às grandes alturas.

“Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te também desses. – II Timóteo 3.1-5


Cursos 24 Horas - Cursos Online com Certificado

Anúncios