Florianópolis — Com novas ferramentas de detalhamento de dados dos usuários é possível a partir de hoje saber quantas buscas você fez no Google, saber quantos e-mails você e enviou e recebeu em seu gmail e até mesmo saber quanto tempo você passou com seu navegador de internet aberto.

Essas e outras informações estão disponíveis a partir de hoje a qualquer usuário do Google, onde essa nova opção que está disposta em um menu de gerenciamento de contas do Google permitirá obter informações detalhadamente da atividade de cada usuário.

Esse relatório estará disponível a qualquer usuário que tenha feito login em sua conta do Google, para ativar o mesmo é necessário ajustar a exibição na página de configuração de contas do Google, dessa forma todas as atividades do usuário serão registradas e emitidas em um boletim mensal. È possível configurar para receber e-mails opcionais avisando quando uma nova edição do mesmo está disponível.

Até agora o boletim conta com informações de e-mail, buscas e check-ins realizados por meio do Google Latitude (serviço que permite localizar amigos e obter a localização dos mesmos através do Google Maps) . Segundo a gerência de produto da Google, o objetivo futuramente é agregar mais informações a esse mesmo relatório, fazendo com que isso se torne uma forma de se proteger de riscos de invasão da sua conta.

Todas essas mudanças comentadas até agora, entende-se como um “galho” da nova política de privacidade da Google que tem como objetivo ter uma maior flexibilidade de transição de informações dos usuários na hora da utilizar os serviços da mesma como por exemplo Youtube, Gmail e Google+.

A grosso modo explicando no que irá se basear essa nova política, é o fato de você usuário do Google acessar por exemplo a sua página do Gmail e a partir do momento que você acesse uma outra página de um outro serviço do Google, todas essas informações que você forneceu para o serviço do Gmail serão exportadas para utilização nesse novo serviço.

O detalhe principal é quem fará o meio de campo da troca dessas informações de um serviço a outro? Essa tarefa será realizada pelos servidores da Google que serão encarregados de coletar esses dados digitados no site de um dos seus serviços que o usuário já acessou, e assim os dados poderão ser utilizados em outros sites com outros serviços como exemplo já citado acima do Youtube, gmail etc…

Então a pergunta que não quer calar, com essas novas ferramentas disponibilizadas pela Google afim de o usuário gerenciar seus próprios serviços, somadas a essa nova forma de manipular os dados dos usuários pode ser considerada realmente segura? Pense nisso e deixe seus comentários abaixo.

Escrito por Fernando Antunes Rodrigues
Graduação em Tecnologia em Redes de Computadores
Analista de TI da empresa Callisto Desenvolvimento em ERP e responsável de TI da equipe VPR SC

Anúncios