Certa madrugada, estavam dois babuínos chorosos em uma árvore. Choravam porque não gostavam da vida que levavam.

-Eu não quero trabalhar como sentinela do rei! Fico em pé todo o tempo!

-Nem eu que cozinho para um batalhão! Sempre descasco tantas nozes e frutas e meus dedos estão feridos! Que tédio!

-Quanto tempo mais ficaremos assim?

– Ah, mas o que sabemos fazer além disso? Se ao menos aprendessemos outros ofícios…

-Ah, é verdade…não sabemos o que fazer a não ser isso, não é? Então, paciência…

E assim ficavam, entre lamúrias. Havia entre os sentinelas um babuíno alourado que todos os dias chegava com os olhos vermelhos e com sono. Quando os dois amigos chorosos perguntavam o que se passava, ele dizia que ficara estudando à noite.

-Que bobagem! Você já trabalha o dia todo! Vai perder a saúde, dizia o babuíno descascador de nozes.

-Não tem importância, quero fazer tudo o que eu puder, o que meu corpo e cabeça aguentar. Sou jovem e os deuses me preservarão. Não sei porque faço, mas faço…é um impulso. Sou curioso, sabem…

Os dois amigos ficavam sem compreender e seguiam seus dias, um atrás do outro, sem surpresas. Envelheceram choramingando juntos, e o babuíno alourado já se havia ido dali há muito tempo.

Moral da História:

Nunca fique parado, o mundo esta girando sempre

Pensar que errar e algo errado? Errar e não tentar fazer nada para mudar.

Cursos Online

Anúncios